David Bowie abençoando a volta da Zapnroll à Dynamite! Se preparem: Finaski, the gonzo loker, is back!




Um GIGANTE eterno, saudoso e inesquecível de toda a história do gigante rocknroll mundial: David Bowie (acima e abaixo), que deixou o planeta Terra e foi viver nas galáxias como Ziggy Stardust, há exatamente cinco anos

Yep, cá estamos novamente, de volta ao sempre ótimo e velho formato de blog textual na web BR e através da Dynamite online, um dos portais de cultura pop e rock alternativo mais respeitados do Brasil nos últimos 20 anos. Portal que, após um breve recesso, também retornou com tudo à internet brazuca. E trouxe de volta também o blog zapper, que durante quinze anos (de 2003 até 2018) foi um dos campeões de audiência entre os blogs nacionais dedicados ao rock alternativo e a cultura pop em geral. Mas eis que ano retrasado (2019), após uma década e meia de blogagem muito bem sucedida, decidimos encerrar o espaço textual e tentamos a experiência de produzir um canal de cultura pop (também com a marca Zapnroll) no YouTube. Experiência igualmente bem sucedida mas que durou apenas um ano, pois infelizmente foi obrigada a ser encerrada por conta da pandemia do corona vírus – além de que os CUSTOS para a produção de cada programa (que, mesmo sendo independente e alternativo, demandava gravações externas, edição profissional etc.) começaram a se tornar inviáveis. Assim, em tempos pandêmicos ainda mega severos e onde o Brasil atravessa uma crise sanitária sem precedentes em sua história (com mais de 200 mil mortos atingidos pela Covid, número absurdo que coloca o país em segundo lugar no mundo em termos de infectados e mortos, isso graças à total inoperância do PIOR DESgoverno que o Brasil já teve em sua história republicana), resolvemos reavivar o blog em seu formato textual (mas também com imagens, vídeos etc.). Assim recomeçamos nossos trabalhos com este post experimental falando dos cinco anos sem uma das maiores lendas e gênios de toda a história do rock mundial, o saudoso e inesquecível gigante David Bowie, que nos deixou em 10 de janeiro de 2016. A ele dedicamos esta nossa reestreia no portal Dynamite. Sendo que na semana que vem (a intenção é publicar uma nova postagem sempre às sextas-feiras) voltamos de vez e, também em breve, além do espaço aqui no portal dedicado à cultura pop, deveremos ter um endereço próprio na web, onde iremos focar mais em assuntos comportamentais e políticos, mas também mantendo um olhar atento ao rock e a cultura pop. Então, bora: Zapnroll 2021, há DEZOITO ANOS o blog de cultura pop e rock alternativo mais legal da web BR, ever!

XXX

UM POST SAUDOSISTA E REPLETO DE ÓTIMAS LEMBRANÇAS ROCKERS, PARA AMENIZAR UM POUCO TUDO O QUE ESTAMOS PASSANDO – SAUDADES IMENSAS DE VOCÊ, MAJOR TOM, MEU HOMEM INESQUECÍVEL NO ROCKNROLL E QUE NOS DEIXOU HÁ 5 ANOS!

Já madrugada aqui. E enquanto me sirvo de doses geladas e generosas de gin tônica (meu drink do coração, ever), me lembro carinhosamente dele. E ouço suas músicas eternas e inesquecíveis. E sinto imensas saudades dele.

Ontem, 8 de janeiro de 2021, ele faria 74 anos de idade, se vivo estivesse. Mas um câncer o levou para outra dimensão, para outras galáxias, há cinco anos. No entanto, ele permanece mais vivo do que nunca no coração e no cérebro deste já envelhecido jornalista rocker. E se tenho alguma mísera vantagem e alegria em estar com a idade que estou, é que tive o privilégio mega de vê-lo ao vivo por duas vezes (em 1990, na turnê “Sound & Vision”, e sete anos depois, em 1997, na segunda e derradeira edição do festival Close Up Planet). Ambas foram e são inesquecíveis para mim, até hoje.

Além disso, vivi alguns dos melhores momentos da minha juventude escutando seus discos (cheguei a ter uns 15 LPs, quase todos em edição nacional e caprichadíssima, com capa dupla etc.) e suas músicas. Tive amores, forniquei horrores (por que não NAMOREI de fato com a Flávia, louca e gatíssima em seus 21 anos de idade, com seios enormes, que amava Bowie e Jean Genet como eu também amo, até hoje; que copulava com mega tesão, desejo e paixão, além de ser devotada  apreciadora de SEXO ANAL e cocaine, e que foi comigo na segunda noite da gig do Camaleão no estádio do Palmeiras; por que não fiquei com ela e deixei minha vida amorosa se FODER por conta de escolhas ERRADAS que fiz naquele tempo… enfim, muito tarde, tarde demais para arrependimentos) e consumi quilos de cocaína ouvindo suas canções – quantas carreiras aspirei do pó branco quando ouvia, ouvia e ouvia “Ashes To Ashes”, a saga do astronauta junkie Major Tom, personagem com o qual me identifiquei durante anos.

Eu era e sou apaixonado por ele, até hoje. Será sempre meu HOMEM ETERNO na história do rock. Eu TREPARIA furiosamente com ele nos meus anos jovens (e nos dele também), se tivesse oportunidade. Mais: faria uma esbórnia sexual a três, se tivesse sido possível (eu, ele e uma garota rocker, louca, devassa, inteligente, maluca, junkie e tão apaixonada por ele quanto eu). Seria ótimo e será uma das minhas fantasias platônicas que irei carregar para o túmulo. Pois há 30 anos, quando eu ainda era “xófem” e sempre muito tarado por VULVAS incandescentes, talvez não tivesse tido a CORAGEM necessária para dar vasão a esse desejo que, de resto, sempre tive dentro de mim por ele. Hoje, escrevo aqui sobre esse desejo bissexual sem o menor pudor e constrangimento – já fui um macho alfa, testosterona, babaca, escroto e misógino (em certo grau). Hoje, felizmente tenho orgulho de não ser mais nada disso. E mesmo porque esse desejo nunca irá se realizar.

Nunca mais haverá um artista GIGANTESCO como ele, na história do rock e da música mundial. Um cantor e compositor excepcional. Um poeta, letrista ímpar. Ator e artista plástico. O gênio completo e imortal. E deslumbrantemente LINDO em seus anos jovens, a ponto de ter enlouquecido homens e mulheres ao longo de sua vida.

E depois de décadas lançando obras primas musicais imbatíveis (“Hunky Dory”, “Ziggy Stardust”, “Alladin Sane”, “Station To Station”, que é um MONUMENTO aos junkies de todo o mundo, “Heroes”, “Scary Monsters”, “Let’s Dance”, etc, etc, etc.), abandonou respeitosamente seu passado loker e terminou sua vida de forma tranquila, ao lado da modelo e esposa Iman. Teve uma passagem suave (apesar de ter sido levado por uma doença cruel, sendo que eu mesmo já tive meu câncer) e foi GENIAL até morrer, deixando mais duas obras primas póstumas, gravadas antes de partir e lançadas quando ele já não estava mais entre nós.

Hoje sinto imensas saudades dos meus anos jovens e loucos, vividos ao som de suas músicas incríveis. Hoje sinto muito sua falta, AMADO David Robert Jones – ou David Bowie, ou Ziggy Poeira De Estrela. Espero que você esteja feliz onde estiver. E espero (quem sabe) reencontra-lo por aí, em alguma outra estação (se esta de fato existir).

Esta é minha humilde, sincera e amada homenagem a Bowie, no dia do seu aniversário e na volta do blog zapper. Beijos meu amor eterno, sempre e sempre!

XXX

“Do pó ao pó

Do funky ao funky

Todos nós sabemos

Que o jornalista Finaski

ERA um viciado

(acho que não sou mais)

Nunca fiz coisas boas

Nunca fiz coisas ruins

Mas mamãe sempre disse a ELA

FIQUE LONGE do Finaski!”

(adaptação de “Ashes To Ashes”, Bowie, 1980, álbum “Scary Monsters”)

(enviado por Finatti em 9-1-2021, às 2hs.)

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

4 respostas para David Bowie abençoando a volta da Zapnroll à Dynamite! Se preparem: Finaski, the gonzo loker, is back!

  1. Oleúde José Ribeiro diz:

    Bem vindo de volta, Finas!

  2. Márcio Passos de Albuquerque diz:

    Finas, é verdade que a esmola que o Bolsonaro te deu não serviu nem pra uma pizza brotinho?

  3. Jezuiz… o blog nem voltou oficialmente ainda e ele, PSICOPATA véio já e total DOENTE MENTAL, já está de volta ao ataque, ahahahaha. Marcinho, fiquei quase dois anos sem escrever o blog e quando resolvo voltar com ele, vc ainda tem disposição pra vir aqui encher o saco… isso que é amor pelo zapper aqui hein, hihihi. Amor platônico e recalcado de bicha velha (a senhora), pelo jeito, hihihi.

  4. Gracias, Oleoso (rsrs), ou emulo do Marcinho Passos, rsrs. Vamos ver até quando vc será gentil assim, rsrs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *