Anuncie

Essencial para a profissionalização do seu blog, o mídia kit é o instrumento que ajuda a trazer anunciantes. Veja nossas dicas para criar o seu.

Para a maioria dos blogs, a publicidade é a fonte de renda mais comum. A matemática é simples, você abre espaço para os anunciantes falarem com seu público e, em troca, é pago por isso. Claro, sabemos que encontrar os anunciantes e vender os espaços publicitários do seu blog já não é tão simples assim, mas existe uma ferramenta que pode facilitar essa tarefa: o mídia kit.

Como montar um Midia Kit

O mídia kit, ou kit de mídia, é um documento bastante usado no meio publicitário. Nele, constam todas as informações e estatísticas sobre o blog que interessam aos anunciantes, além da descrição dos espaços publicitários que você deseja abrir e valores. Um mídia kit bem feito é uma ótima ferramenta para atrair anunciantes em potencial. Mas como fazer para montar um? A gente ensina, é só seguir os itens abaixo.

Antes de mais nada, é importante lembrar de manter o seu mídia kit sempre atualizado e deixá-lo disponível para download no seu blog, num lugar fácil de achar como uma página de “Anuncie”. Você pode criar seu documento no formato de texto ou apresentação, mas o melhor formato para download é o PDF. Outra opção é criar uma página no seu blog com esses dados, o que facilita a atualização, fica a seu critério.

Sobre o blog – Aqui, o básico para uma boa introdução. Qual o assunto do blog, tipo de postagem (texto, imagem, vídeo etc.), frequência de atualização. Eventuais premiações e rankings devem vir aqui também.

Sobre quem escreve – Há controvérsias sobre incluir esta seção ou não, mas acreditamos que apresentar quem escreve o blog é tão importante quanto falar sobre ele. Afinal, o anunciante quer saber a quem ele está vinculando a imagem de sua marca. Inclua um mini currículo dos autores do blog, um parágrafo no máximo, e mesmo um link para o perfil no LinkedIn não é exagero.

Dados de mercado – Faça uma boa pesquisa e inclua alguns dados de mercado referentes ao assunto do seu blog. Use isso como argumento para convencer o anunciante da importância de falar com o público por meio do seu blog.

Números de acesso do blog – As informações sobre o inventário do site são essenciais para os anunciantes. O mínimo que deve constar do seu mídia kit é o número de acessos, visitas únicas e pageviews mensais, tempo médio no site e taxa de retorno também são dados interessantes. Se seu blog tem assinantes (feed ou e-mail), Twitter próprio e/ou uma fanpage no Facebook, inclua estes números também. Se você não tem uma boa ferramenta de analytics monitorando seu blog,

Dados sobre o público-alvo – Uma das informações mais importantes para o mídia kit, afinal os anunciantes precisam saber com quem estão falando para adequar às necessidades da campanha. Um meio de expandir estes dados é fazer uma enquete com seus leitores, usando um formulário do Google Docs, por exemplo, que é gratuito. É impossível conseguir 100% de respostas, mas os dados que você vai conseguir já serão um bom indicador.

Histórico do blog com publicidade – Se você já fez alguma ação no seu blog, fale sobre ela. Mencione quais anunciantes já foram parceiros, fale sobre cases de sucesso. Se você nunca trabalhou com anunciantes no blog, fale sobre alguma ação que já tenha feito por conta própria, como um sorteio ou concurso.

Formatos usados no site para publicidade – Inclua um print do seu site, indicando as áreas e formatos de banner que seu layout aceita.Vale lembrar que banners não são o único formato publicitário que existe para blogs: há os publieditoriais, troca de background, patrocínio, inserção em podcast e videocast e o que mais a sua imaginação criar. Se você trabalha com tweets e posts no Facebook pagos, mencione também.

Preços desses formatos – Este é outro ponto controverso. Algumas pessoas preferem não falar sobre valores no mídia kit pois isso pode afastar os anunciantes. Você pode argumentar que alguém que esteja realmente interessado vai acabar entrando em contato para pedir mais informações. No entanto, pense por este lado: quando você entra em um site para adquirir um produto ou serviço e não encontra o preço, você se dispõe a gastar o tempo necessário para entrar em contato com o fornecedor, ou desiste e procura outro similar que te dê todas as informações logo de cara?

Contatos do site – Óbvio, né? Deixe ao menos um e-mail de contato para os interessados.

Agora, mãos à obra! Você também pode procurar, na internet ou em seus blogs favoritos, por exemplos de mídia kits para se inspirar e criar o seu próprio.

Contato e Canais

Contatos por e-mail dynamite@dynamite.com.br

Sugestão de Pauta pauta@dynamite.com.br

FACEBOOK

TWITTER

INSTAGRAN

SANPCHAT

WhatsApp 11 99999-9999

Log in

Pular para a barra de ferramentas