Baú da Dynamite: Comunidades Musicais do Orkut

Confira também esta matéria em áudio!
Comunidades Musicais do Orkut – Interação virtual e interesses comuns
By Ricardo “Cebola” Fernandes

Nos primórdios da Internet comercial, as opções para quem queria discutir sobre música com outras pessoas não eram muitas. Elas se limitavam a grupos de discussão por e-mail, newsgroups ou um bate-papo em algum canal do IRC. Aos poucos outras opções foram aparecendo, como fóruns, blogs e comunicadores instantâneos, como ICQ, MSN Messenger e Yahoo! Messenger (esta introdução está muito técnica e cheia de siglas, mas já estamos chegando onde queremos). Agora a última moda em matéria de interação virtual é o famigerado orkut (www.orkut.com), o mais bem-sucedido dentre todos os sites de relacionamento. A principal vantagem do orkut em relação aos seus concorrentes é a facilidade em se utilizar o sistema e criar as chamadas “comunidades”, onde o usuário pode interagir pela Internet com outras pessoas que tenham os mesmos interesses.

Música, como era de se esperar, não poderia ficar de fora. Esta é inclusive a categoria com maior número de comunidades, totalizando mais de 50 mil delas (até o fechamento desta edição). Desde julho os brasileiros são maioria no orkut e a chamada “invasão brasileira” também é possível de ser notada nas comunidades musicais. Basta ver que após a comunidade dedicada à Bob Marley, aquela que possui mais membros, logo em seguida vem a do grupo de axé Chiclete Com Banana (melhor nem comentar esta parte). Como o orkut é um local onde a diversidade impera, assim como a Internet como um todo, por outro lado temos a comunidade “Anti-Pagode/Axé/Sertanejo”, que possui mais de 20 mil membros, também figurando entre as mais populares. Esta comunidade foi criada por Fernanda Campello, uma paulista de 23 anos formada em turismo e que trabalha como recepcionista em um navio de cruzeiros. A popularidade que a comunidade atingiu espanta até mesmo sua criadora. “Criar a comunidade foi uma das primeiras coisas que fiz ao entrar no orkut, em março de 2004. Em menos de uma semana, ela já tinha 100 membros. Mas eu não imaginava que a comunidade ganharia quase 300 membros a mais por dia, de uns tempos pra cá”, explica ela.

Los Hermanos, amor e ódio. A relação amor/ódio também existe com o Los Hermanos, o grupo com maior número de comunidades. São mais de 30, incluindo-se aí comunidades para cada um dos integrantes e outros associados, como Alex Werner, o produtor executivo do grupo, e Bubu, trompetista da banda. Em contraposição, existem também várias comunidades do tipo “Eu Odeio Los Hermanos”, e uma das comunidades a favor do grupo foi “hackeada” e teve seu nome alterado para “Sou Bagre Só Falo Merda”.

Os fãs parecem não se importar muito se o grupo dos barbudos é odiado na mesma proporção em que é adorado. “Os fãs do Los Hermanos são os mais devotados. Não vejo no Brasil uma banda ou um artista que receba tanto carinho dos seus fãs. Pode-se perceber isso nos shows: todos cantam todas as canções, sem se importar se elas são conhecidas ou não”, afirma Christiane Xenofonte, 20, que também é conhecida na internet pela alcunha de Hazey Jane. Ela mesma criou três comunidades para o grupo e vê na possibilidade de trocar informações com outros fãs e pessoas ligadas à banda a maior qualidade do orkut. “Nas comunidades sobre o Los Hermanos você encontra gente de todos os tipos, com as mais diferentes ligações com a banda, sabe de fatos, boatos, fofocas e discute temas afins. Essas coisas que todo fã adora saber e está sempre procurando”, diz Christiane.

(a íntegra desta matéria você lê na versão impressa da Revista Dynamite 80)

38940cookie-checkBaú da Dynamite: Comunidades Musicais do Orkut
Adicionar aos favoritos o Link permanente.
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments