Dynamite

Dynamite Online (www.dynamite.com.br), foi o primeiro portal independente com atualização diária e em tempo real, com plataforma colaborativa, no ar desde 2002 ininterruptamente até 2015. O portal era uma extensão da revista Dynamite, fundada em 1991, pioneiro veículo de apoio à música independente brasileira, que incorporava outros temas como política, comportamento etc. A revista impressa parou de circular em 2008 e desde então novas edições foram oferecidas gratuitamente no portal, para baixar em PDF. 

A Dynamite sempre foi auto-gestionável e com plataforma colaborativa ao extremo, desde a sua fundação em 1991 como um fanzine, ou seja em 2020 completa 29 anos. No começo, a maioria dos colaboradores eram estudantes de jornalismo em busca de espaço para escrever (numa época ainda pré-internet). Com a criação do Portal em 2002, essa relação foi crescente e dinamizada, com a adoção de blogs livres.

O portal Dynamite Online desde seu lançamento em 2002 (versão beta em dezembro de 2001) manteve atualizações diárias, como raras exceções (finais de semana, feriado, final/início de ano). Nos períodos em que empreendeu reformas de plataforma, ficou poucos dias fora do ar ou sem atualização (por atualização entende-se qualquer tipo de conteúdo: notícias, blog, shows, agenda, vídeos etc). No momento encontra-se em migração de plataforma e conteúdo.

Editorialmente o portal e a revista sempre priorizaram a cena independente brasileira, foi o primeiro veículo a revelar e dar capa à artistas como Pitty, Cachorro Grande, Vanguart, Forgotten Boys, Dance of Days e CPM 22, por exemplo. Mas também sempre dá espaço a grupos e artistas inciantes, antes dos mesmos lançarem um álbum. Chegou a ter um programa de rádio chamado Demoterapya na rádio FM Brasil 2000 em São Paulo, depois transformado em podcast do próprio site. Também anualmente promove o festival de novos artistas chamado DemoFest. Notoriamente o espaço democrático a todos os gêneros musicais, sempre foi a tônica da Dynamite.

A Dynamite sempre foi muito ativa nacionalmente, com colaboradores espalhados pelas 5 regiões do país, cobrindo todos os festivais independentes que (chegando a se filiar a entao Abrafin – Associação Brasileira de Festivais Independente). Foi o primeiro portal a ceder espaço para coletivos como Fora do Eixo terem seus blogs (na época, chamado de colunas). Na área de Pontos de Mídia Livre, a Dynamite já foi contemplada pelo Ministério da Cultura em 2009.

A temática mais recorrente do Portal Dynamite Online sempre foi a música independente. Independente de gêneros musicais e localidade, a Dynamite foi a primeira a enxergar a crescente movimentação fora do eixo Rio/São Paulo. Porém entre as grandes reportagens da Dynamite, estão matérias correlatas à música propriamente dita, como por exemplo do crescente movimento de squats em Londres e como eles se tornavam espaço de apresentação de novos grupos de rock; como a indústria musical americana financiava as guerras (uma ironia que parte da verba arrecadada com vendas de artistas pacifistas como John Lennon, Joan Baez, por exemplo, ia para a indústria bélica), a movimentação da legalização da maconha na Holanda (ao mesmo tempos em que assumia uma firme defesa do grupo Planet Hemp, quando seus integrantes foram presos, estampando-o na capa da revista e apoiando a campanha pela libertação); além da defesa e propagação de artistas LGBTs.

O Portal Dynamite Online é mantido por uma ONG, a transversalidade de atuação claramente beneficia público e artistas da cena musical independente. A Dynamite tem mais de 500 artistas associados e sempre os informa a respeito de editais e oportunidades de apoio, patrocínio, projetos etc em seu portal. A respeitabilidade dos quase 25 anos da Dynamite faz com que seu trabalho de conscientização seja mesclado com a divulgação de notícias, shows, agenda etc do site.

A principal forma de interação da Dynamite com o seu público sempre foi através da seção de comentários, que é interligada ao facebook, o que gerava um incremento de participação que transpõe o ambiente do próprio portal, já que pode ser visto do perfil do facebook de quem comentou.

Interessante dizer que a maioria das colaborações tratava de resenhas de shows. Ao mesmo tempo, um grande número de fotógrafos, fornece material fotográfico inédito para publicação na seção “galeria de fotos”.

Por isso, a Dynamite entende que não existe uma separação clara entre público e colaboradores de conteúdo, uma vez que sempre fomos notabilizados como um espaço de mídia livre, fazendo com que nossa comunidade esteja cada vez mais integrada e agregando cada vez mais um universo diversificado de atores participativos.

Talvez o maior exemplo de interação com o público com a Dynamite, é a do jornalista Marcos Bragatto, hoje um dos principais da cena rock do país. Ele começou corrigindo um texto da Dynamite através de uma carta enviada à redação, e devido a sua constância tornou-se um ombudsman informal. Começou a colaborar com material advindo da sua localidade (Rio de Janeiro) e logo estabeleceu-se como sucursal. Posteriormente passou a atuar como free-lancer de revisão e pouco tempo depois tornou-se redator chefe e editor da revista, imprimindo uma linha editorial vigorosa e diferenciada.

O envolvimento de colaboradores se dá da forma mais livre possível. Não há espaço específico para participar, todos os espaços disponibilizados pelo portal permitem total interação. A plataforma a ser utilizada pelo portal, a Word Press MU (multi-usuários), permite o acesso direto dos colaboradores em seções específicas, sem possibilidade de interferir em textos já publicados. Exceção feita, claro, a parte de comentários,que é totalmente aberta e sem moderação.

Por ser um portal de plataforma aberta e colaborativa, de filosofia copy-left (permitida cópia ou reprodução, desde que citada a fonte e autoria), a colaboração é naturalmente estimulada. A maior parte das colaborações é oferecida via mensagem inbox no facebook ou por email. A implantação do novo portal prevê um aprofundamento dessa relação, através uma seção específica para colaboração, diretamente na home do portal.

Um dos seus grupos do facebook – Dynamite Online – é uma das maiores fontes de informação do meio musical independente. Os próprios artistas postam links de Mp3, agenda de shows, notícias e divulgação em geral do seu trabalho. O outro (Prêmio Dynamite) é utilizado justamente como forma de inscrição e difusão de novos trabalhos e lançamentos de artistas independentes.