Lendas que se foram no ano da pandemia

Confira também esta matéria em áudio!

Parece mentira mais em pleno século XXI o planeta vive um momento péssimo, a corona vírus fez com que o mundo do entretenimento fosse afetado, nada de shows, exibição de filmes, partidas esportivas com publico.  Nesse momento de carência, alguns artistas do rock deixaram o mundo em 2020,  o legado deles será eterno.

Neil Peart: o baterista canadense deixou o mundo o dia 07/01, ele que sempre foi uma referencia no seu instrumento, durante toda carreira, foi musico do Rush grupo de rock progressivo, ele que inúmeras vezes foi premiado. Sua influencias foram Keith Moon (The Who) e John Bonham (Led Zeppelin). Peart durante as viagens também escreveu livros, ele que era um dos letristas do Rush. Sua vida não foi um mar de rosas, ele perdeu a filha num acidente automobilístico e sua esposa menos de um ano depois, vitima de um câncer (doença da qual matou também o baterista). O grupo lançou 20 álbuns, Neil Peart só não esteve presente no primeiro trabalho. Estava com 67 anos.

Eddie Van Halen: no dia 06 de outubro foi à vez do holandês que junto com seu irmão, fizeram historia nos Estados Unidos, para muitos o maior guitarrista de todos os tempos, a frente do grupo de hard rock Van Halen que também possuía os músicos David Lee Roth e Michael Anthony. Nos anos de 1980 gravou uma música com Michael Jackson, sua morte deve a um câncer que se espalhou pelo corpo inteiro, onde ele acabou vitimado por um AVC, suas cinzas foram jogadas no mar, estava com 65 anos. Com a banda gravou 12 álbuns.

Neil Peart um ícone da bateria

Ken Hensley: cantor, tecladista e guitarrista britânico, fazendo parte da era clássica da banda Uriah Heep durante os anos de 1970, sendo o principal letrista, com o grupo gravou 15 álbuns, tendo projetos solos, além de tocar em outros conjuntos, entre eles o Blackfoot. Considerado um dos revolucionários na arte de tocar teclado no rock. Faleceu no dia 04 de Novembro, aos 75 anos, de causa não revelada, foi enterrado na Espanha.

Alexi Laiho: o finlandês tinha apenas 41 anos, faleceu no dia 29 de Dezembro, fundador da banda de death metal melódico Children of Bodom, se destacava pela velocidade que colocava em seu instrumento, ele que tocou em outras bandas também, apesar de ter problemas de alcoolismo, a família alegou que ele tinha uma doença rara, faleceu em sua casa na capital Helsinque. Gravou 10 álbuns com o Children of Bodom.

Bones Hillman: no dia 07 de Novembro, o baixista do grupo australiano Midnight Oil faleceu vitima do câncer aos 62 anos, ele que já vinha algum tempo a doença, ele era Neozelandês, estava na banda desde 1987.

34710cookie-checkLendas que se foram no ano da pandemia
Tags , , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments